Orgão Oficial

RelatosCBC - Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões - Journal of the Brazilian College of Surgeons

Capa

Ano 2019 Volume 5 Número 4
Outubro / Dezembro

Relato de Caso

Aplicação da técnica de terapia por pressão negativa de baixo custo na ulceração neuropática diabética com materiais de consumo hospitalar

Application of low cost negative pressure therapy in diabetic neuropathic ulceration with hospital consumables

Lawani Rigopoulos; Rafael Guarnieri Difabio; Lucas Azevedo Portela; Fabio José Bonafé Sotelo; Gabriela Maria Vasconcelos Jucá

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2091

Resumo PDF PT

O curativo associado à terapia por pressão negativa é um método adjuvante viável para o tratamento das feridas diabéticas por acelerar o processo de cicatrização da ferida. Este relato demonstra a aplicação desta técnica de baixo custo com materiais de consumo hospitalar e a favorável evolução de um paciente com infecção em pé diabético neuropático que foi submetido a este procedimento. Pacientes no Sistema Único de Saúde podem ser beneficiados pela descrição da técnica utilizando materiais de consumo usuais em hospitais da rede pública, onde não há disponibilidade de soluções comerciais.


Palavras-chave: Pé Diabético. Ferimentos e Lesões. Tratamento de Ferimentos com Pressão Negativa. Vácuo.

Fasciíte necrosante cervical e complicações sistêmicas

Cervical necrotizing fasciitis leading to systemic impairment

Larissa Gonçalves Cunha Rios; Felipe Gomes Gonçalves Peres Lima; Cláudia Jordão Silva; Darceny Zanetta Barbosa; Flaviana Soares Rocha

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2300

Resumo PDF PT

A fasciíte necrosante cervical é uma infecção rara e grave. O tratamento eficaz inclui desbridamento agressivo precoce e antibioticoterapia. As infecções odontogênicas são a causa mais comum. Este artigo apresenta um caso fatal de fasciíte necrosante cervical de origem desconhecida, agravado por coagulação intravascular disseminada e sepse.


Palavras-chave: Infecção. Fasciíte Necrosante. Coagulação Intravascular Disseminada.

Carcinoma de células claras em parede abdominal secundária à malignização de foco endometriótico

Clear cell carcinoma of the abdominal wall secondary from malignization of endometrioma

Manoel Marcelo Oliveira Castro; Luísa Beisman Moraes; Diogo Oliveira Antunes; Amanda Araújo Reis Botega; Vinícius Andrade Barbosa Silva; Liliana Ângelo Andrade; Bruna Cunha Zaidan; Vitor Holmo Figueira

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2319

Resumo PDF PT

O carcinoma de células claras, secundário a transformação maligna de implante endometriótico extrapélvico, é raro e tem poucos casos descritos na literatura. Assim, não há espaço amostral suficiente para determinar um projeto terapêutico adequado, bem como traçar o prognóstico da doença. Este relato descreve um caso de carcinoma de células claras em paciente de 52 anos, com antecedentes de cesariana, há 34 anos, localizado em parede abdominal, e com provável origem displásica e não ovariana ou renal, o diagnóstico definitivo foi confirmado através de análise anatomopatológica.


Palavras-chave: Carcinoma. Adenocarcinoma de Células Claras. Parede Abdominal. Transformação Celular Neoplásica. Endometriose.

Invasão de artéria mamária por câncer de mama em paciente com doença coronariana

Mammary artery invasion by breast cancer in a patient with coronariopathy disease

Hanysson Freire de Almeida; Hilmara Gomes de Almeida; Raphael Felipe Bezerra Aragão; Carlos José Mota de Lima; Antônio Nogueira Vieira; Rubens Jacob de Carvalho

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2166

Resumo PDF PT

A doença cardiovascular permanece como uma das principais causas de óbito entre as mulheres, sendo uma das grandes preocupações em saúde pública feminina, sobretudo no seguimento com histórico de câncer de mama. Apresenta-se o caso de uma paciente portadora de doença coronariana triarterial, com câncer de mama associado em estado pré-operatório, no qual foi verificada a invasão tumoral de artéria mamária esquerda durante cirurgia de revascularização do miocárdio. Devido à baixa prevalência dessa associação, levanta-se a discussão acerca da necessidade de um protocolo para estudo pré-operatório dos enxertos autólogos em casos selecionados de cirurgia de revascularização do miocárdio.


Palavras-chave: Neoplasias da Mama. Procedimentos Cirúrgicos Cardiovasculares. Doença das Coronárias. Artéria Torácica Interna. Revascularização Miocárdica.

Histoplasmose intestinal como causa de abdome agudo

Intestinal histoplasmosis as a cause of acute abdomen

Sarah Monte Torres; Joyce Carolle Bezerra Cavalcante; Ana Beatriz Gordiano Vasconcelos Valente; Nubyhelia Maria Negreiro Carvalho; Francisco de Assis Costa

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2328

Resumo PDF PT

A Histoplasmose é uma doença infecciosa causada por fungo que possui grande espectro de manifestações, que variam desde formas assintomáticas a graves infecções sistêmicas causando óbito precoce. Os pacientes imunossuprimidos são os mais acometidos por essas graves consequências. O diagnóstico e tratamento precoces são essenciais para prevenir suas complicações e adequado manejo dessa patologia. Relatamos o caso de um paciente jovem, 33 anos, com história de abdome agudo perfurativo, submetido a ileocolectomia com anastomose primária, no qual o histopatológico resultou em Histoplasma capsulatum. Durante pós-operatório prolongado, foi investigada e confirmada soropositividade para vírus de imunodeficiência adquirida, sendo transferido, após recuperação cirúrgica, para hospital de doenças infectocontagiosas de referência estadual.


Palavras-chave: Histoplasmose. Abdome Agudo. Síndrome de Imunodeficiência Adquirida

Ruptura esplênica espontânea em paciente com leucemia linfoblástica aguda de células T em uso de edoxabana

Spontaneous splenic rupture in patient with acute lymphoblastic T-CELL leukemia in use of edoxaban

Camila Freitas Meirelles; Juliana Mynssen da Fonseca Cardoso, TCBC-RJ; Astério Pinto do Monte Filho; Ary Nascimento Bassous; Renato Alcântara Hallak; Joaquim Ribeiro Filho, TCBC-RJ2

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2329

Resumo PDF PT

A ruptura esplênica espontânea é uma condição rara e se refere à ruptura do baço sem associação com história de trauma. Ocorre mais frequentemente em um baço previamente acometido por uma condição de base, podendo também acontecer em baços sem alterações prévias. O atraso diagnóstico leva ao aumento da mortalidade dessa condição. Relatamos o caso de um paciente de 45 anos em tratamento para leucemia linfoblástica aguda e em uso de novo anticoagulante oral, que evoluiu com ruptura esplênica espontânea.


Palavras-chave: Baço. Esplenectomia. Ruptura Esplênica. Anticoagulantes. Leucemia de Células T.

Tumores císticos retrorretais - relato de caso e revisão de literatura

Retrorectal cystic tumors - case report and literature review

Isabela Pereira Almeida de Jesus; Fernando de Oliveira Dutra; Daniel Andrade Reis; Felippe Fernandes; Camila Romano da Silva; Adorísio Bonadiman, TCBC-PR

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2332

Resumo PDF PT

Os tumores císticos retrorretais são considerados raros. Diferenciam-se de acordo com o aspecto histopatológico e a origem do desenvolvimento. A incidência estimada é de 1:40000 internações hospitalares. As manifestações clínicas são variáveis, tornando o diagnóstico difícil. O tratamento baseia-se na resseção cirúrgica completa dessas lesões. Este trabalho expõe um relato de caso de uma lesão cística retrorretal em paciente jovem, do sexo masculino, e uma revisão de literatura a respeito da abordagem diagnóstica e terapêutica adequada para lesões desta natureza.


Palavras-chave: Cisto Dermoide. Hamartoma. Região Sacrococcígea.

EGIST gigante do mesocólon transverso: apresentação de caso clínico e revisão da literatura

Giant EGIST of the transverse mesocolon: case report and literature review

Daniel Martins Jordão; Rui Miguel Martins; Henrique Toucedo Ferrão; João Santos Pereira; Isabel Cristina Ferrão

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2341

Resumo PDF PT

Os tumores do estroma gastrointestinal (GIST) são tumores raros do trato gastrointestinal. Menos de 5% destes não estão associados ao órgão oco, sendo definidos por EGISTs. Os EGISTs do mesocólon são extremamente raros, com apenas alguns casos descritos na literatura. Apresentamos o caso de uma paciente de 82 anos com quadro de náuseas e vômitos com um mês de evolução, tendo realizado ecografia e tomografia computadoriza (TC) que evidenciou volumosa formação tumoral, que media cerca de 16,8 x 11,2cm. A anatomia patológica revelou tumor do estroma extragastrointestinal maligno. Apresentamos uma breve revisão sobre o diagnóstico e abordagem terapêutica nestes casos.


Palavras-chave: Mesocolo. Proteínas Proto-Oncogênicas c-kit. Mesilato de Imatinib. Cirurgia Geral.

Tumor cervical gigante em adolescente

Giant cervical tumor in adolescent

Ricardo Vieira Teles Filho, AcCBC-GO; Daniel Henrique Porto Almeida; Márcio Roberto Barbosa Silva; Glenda Morgana Borges

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2354

Resumo PDF PT

O carcinoma indiferenciado da tireoide (CIT) é uma neoplasia rara que corresponde a cerca de 2% das neoplasias malignas da tiroide. Acomete idosos na sétima década de vida de forma grave com alto poder metastático. Apresentamos um caso de CIT gigante acometendo uma adolescente de 16 anos que evolui com óbito após 60 dias do procedimento cirúrgico, devido a múltiplas metástases pulmonares. O relato do caso se faz importante pela singular evolução biológica do tumor e pela faixa etária apresentada pela paciente, pouco comum nestes casos.


Palavras-chave: Carcinoma. Carcinoma de Tireoide. Neoplasias da Tiroide. Adolescente.

Sinistroposição verdadeira da vesícula biliar concomitante à inserção direta do ducto cístico no duodeno: uma variação anatômica extremamente rara

True left-sided gallbladder concomitant to direct insertion of the cystic duct into the duodenum: an extremely rare anatomic variation

Rodrigo Cañada Trofo Surjan; João Lucas Salgueiro Pinheiro; Pedro Henrique Salgueiro Pinheiro; Izabella Braz Martins da Silva; Sergio do Prado Silveira; Marcos Onofre Frugis

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2364

Resumo PDF PT

A sinistroposição verdadeira da vesícula biliar é uma variação anatômica rara da árvore biliar. Geralmente, o diagnóstico ocorre apenas durante o intraoperatório. A inserção direta do ducto cístico no duodeno é a variação anatômica biliar mais raramente relatada. Estas variações anatômicas aumentam significativamente o risco de lesões iatrogênicas das vias biliares e, cirurgiões devem estar atentos a estas possibilidades de modo a prever estas complicações. Relatamos uma paciente que apresentava ambas as variações anatômicas que foi submetida à colecistectomia laparoscópica. Adaptações técnicas foram realizadas de modo a garantir a realização de procedimento seguro. Pelo nosso conhecimento, este é o único relato da sincronicidade destas variações anatômicas raras.


Palavras-chave: Vesícula Biliar. Ducto Cístico. Variação Anatômica. Colecistectomia Laparoscópica.

Fasceíte nodular mimetizando neoplasia maligna de partes moles

Nodular fasciitis mimicking malignant soft tissue tumor

Bruno Amantini Messias, TCBC-SP; Érica Rossi Mocchetti; Lucas Antonio Pereira do Nascimento; Jaques Waisberg, TCBC-SP

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2367

Resumo PDF PT

A fasceíte nodular é uma doença proliferativa fibroblástica rara, benigna e de etiologia pouco conhecida. Caracteriza-se por um tumor solitário, geralmente indolor, sem predileção por gênero e que tem como principal característica o crescimento rápido. Localiza-se principalmente nas extremidades superiores, sendo a extremidade inferior a menos acometida. Seu diagnóstico é desafiador devido à inespecificidade dos achados clínicos, podendo muitas vezes ser confundido com tumores malignos de partes moles. O diagnóstico adequado é essencial para evitar ressecções ampliadas desnecessárias. O tratamento cirúrgico com margens livres é o padrão ouro e as recidivas são raras. Relatamos o caso de um paciente jovem submetido à ressecção ampla com retalho de avanço devido à fasceíte nodular que mimetizava uma neoplasia maligna de partes moles.


Palavras-chave: Dorso. Neoplasias de Tecidos Moles. Fasciíte.

Tratamento de urgência em tumor primário oculto de cabeça e pescoço com sangramento refratário

Emergency treatment of head and neck primary unknown tumor with refractory bleeding

Ricardo Vieira Teles Filho, AcCBC-GO; Daniel Henrique Porto Almeida; Márcio Roberto Barbosa Silva; Renato Moreira Aguiar; José Carlos de Oliveira

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2381

Resumo PDF PT

O carcinoma primário oculto em cabeça e pescoço é uma condição rara que geralmente oferece desafios para diagnóstico, porém relativa tranquilidade na condução do tratamento. Casos de urgência em cirurgia de cabeça e pescoço por hemorragia são raros, em especial, complicações hemorrágicas no manejo de carcinoma primário oculto são ainda menos incidentes. Devido a isso, apresentamos um caso de tratamento cirúrgico de urgência em uma paciente com diagnóstico de carcinoma primário oculto inicial, refratário à radioterapia e ao manejo clínico anti-hemorrágico.


Palavras-chave: Neoplasia de Cabeça e Pescoço. Hemorragia. Neoplasias Primárias Desconhecidas.

Necrose pancreática por aeromonas hydrophila: uma causa rara de pancreatite aguda

Pancreatic necrosis by aeromonas hydrophila: a rare cause of acute pancreatitis

Alan Bittencourt da Silva; Rodrigo Schrage Lins; Pedro Fernandez Del Peloso; Guilherme Brenande Alves Faria

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2403

Resumo PDF PT

A pancreatite aguda é uma doença potencialmente grave caracterizada por inflamação pancreática que pode determinar disfunção de múltiplos órgãos. A inflamação aguda do pâncreas representa uma causa comum de internação por doenças gastrointestinais e a presença de necrose pancreática infectada eleva significativamente a mortalidade. O objetivo deste trabalho é descrever um caso de pancreatite aguda com bacteremia por Aeromonas spp. Paciente evoluiu com necrose pancreática associada a choque séptico e faleceu no pós-operatório de necrosectomia pancreática laparoscópica. A cultura da coleção necrótica revelou crescimento de Aeromonas hydrophila, uma bactéria Gram-negativa que causa principalmente infecções gastrointestinais autolimitadas no homem. Destacamos a singularidade deste caso devido ao isolamento de Aeromonas spp. no sangue e no pâncreas em um paciente diagnosticado com pancreatite aguda


Palavras-chave: Pancreatite Necrosante Aguda. Bacteriemia. Aeromonas. Aeromonas hydrophila.

Papilomatose respiratória recorrente com disseminação pulmonar e malignização

Recurrent respiratory papillomatosis with pulmonary spread and malignant transformation

Caroline Blum; Juliano Mendes de Souza

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e2422

Resumo PDF PT

A papilomatose respiratória recorrente é uma doença rara, causada pela infecção do trato aerodigestivo pelo papilomavírus humano (HPV). Apesar da natureza contagiosa da infecção, raramente se dissemina para o parênquima pulmonar. Mais rara ainda é a transformação maligna para carcinoma de células escamosas, que geralmente ocorre em pacientes com disseminação prévia para a árvore traqueobrônquica. A paciente do caso em questão apresentava papilomatose respiratória recorrente localizada na laringe desde o início da sua vida adulta. Aos 54 anos, apresentou pneumonias recorrentes, culminando em pneumonia necrotizante. Foi submetida à lobectomia convencional que evidenciou papilomatose respiratória recorrente com disseminação intrapulmonar e transformação maligna para carcinoma de células escamosas.


Palavras-chave: Papiloma. Infecções por Papilomavirus. Carcinoma de Células Escamosas. Pneumonia Necrosante. Neoplasias Pulmonares.

Luxação manúbrio-esternal: relato de caso e revisão da literatura

Manubriosternal dislocation: case report and literature review

Larissa Dalla Costa Kusano; Rodrigo Bettega de Araújo; Vanessa Bettega de Araújo; Marcos Chesi de Oliveira Junior; Iwan Augusto Collaço-TCBC-PR

Relatos Casos Cir. 2019;5(4):e627

Resumo PDF PT

O trauma torácico contuso pode levar a uma miríade de lesões, desde fraturas de arcos costais e hemopneumotórax até lesões de grandes vasos. As lesões do arcabouço torácico são bastante comuns, principalmente as fraturas de costelas e as fraturas de esterno, que geralmente são manejadas de forma conservadora apenas com analgesia e repouso. A luxação manúbrio-esternal é uma lesão rara, com poucos casos descritos na literatura, que pode necessitar de tratamento cirúrgico para fixação e estabilização para que o paciente tenha uma recuperação mais rápida e diminuir a chance de pseudoartrose e consolidação viciosa. Relatamos um caso de luxação manúbrio-esternal tipo II submetido a tratamento cirúrgico e revisamos a literatura mais atual sobre o tema.


Palavras-chave: Luxações Articulares. Manúbrio. Esterno. Parede Torácica. Ferimentos e Lesões.

Copyright 2020 - Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões